Viajar com segurança: dicas para não ficar em apuros

Viajar com segurança: deveres e obrigações legais para evitar riscos previsíveis

Viajar com segurança é uma prioridade em sua empresa? Ou apenas mais um assunto que entra na pauta, mas não é aplicada com a devida importância?

Pense bem…. Sua resposta diante desta pergunta será fundamental para entender como andam os cuidados com segurança em viagens corporativas para sua empresa e colaboradores.

O assunto foi tema no 7° Fórum Costa Brava. A gerente regional de Segurança da International SOS no Brasil e membro do Overseas Security Advisory Council (OSAC), Debora Rocha, palestrou sobre Duty of Care em viagens corporativas”.

E em sua apresentação no Fórum, Debora explicou com detalhes a necessidade da preocupação da viagem com segurança.

Confira conosco o que foi abordado e como viajar com segurança precisa receber atenção por aí!

Conceito de Duty of Care para viagens corporativas

viajar com segurança
Atente-se a deveres e obrigações para viajar com segurança

Dentre as diversas atribuições dos gestores de viagens, o Duty of Care pode ser definido como o “Dever de Cuidar”.

Indivíduos e organizações têm obrigação legal de agir de maneira a evitar riscos previsíveis em viagens corporativas.

Em organizações que falham em prestar atenção às responsabilidades do Duty of Care também falham em sua responsabilidade comercial, moral, jurídica e até mesmo social. Especialmente em relação aos colaboradores enviados a outros países,

Por outro lado, há também o dever de lealdade por parte do colaborador, em seguir com as recomendações para viajar com segurança e evitar riscos.

Modelo para reduzir riscos e viajar com segurança

No mundo em que vivemos, os riscos em viagens corporativas podem ser muitos e dos mais variados tipos.

Debora cita ainda que os riscos mais comuns são furtos e acidentes de carros, mas também podemos destacar protestos e crimes violentos, praticados com armas e até ataques terroristas.

Segundo a especialista, como saída para isso, podemos seguir um modelo prático como solução integrada para a redução de riscos em viagens:

1. Assess:

No primeiro momento é necessária uma análise para compreender os riscos e se preparar de acordo com a viagem.

Ou seja, compreenda seus riscos (ou os riscos de seus colaboradores) e tenha:

  • Análise dos riscos;
  • Guias para os destinos;
  • Treinamentos;
  • Compliance,
  • Planos e Políticas de Viagens com foco em segurança.

2. Advise:

Em um segundo momento, é preciso obter apoio disponível de pessoal especializado 24 horas, 7 dias da semana.

Dentre o que deve ser oferecido como apoio, estão:

  • Alertas e notificações sobre qualquer acontecimento que influencie na viagem;
  • Recomendações médicas e de segurança,
  • Monitoramento da viagem e comunicação ativa.

3. Assist:

Por último e finalizando esta solução integrada, tenha um suporte local, que forneça:

  • Assistência médica;
  • Assistência de segurança,
  • Coordenação e suporte para evacuação em aviões.

6 princípios para viajar com segurança

Durante a palestra no Fórum, a especialista ainda explicou seis dicas para segurança pessoal em viagens corporativas:

#1 Prepare-se! Saiba exatamente para aonde está indo, pegue dicas e desenhe roteiros;

#2 Esteja sempre alerta;

#3 Ao sair com notebooks e objetos de valor, pense duas vezes. Tente agir com discrição!;

#4 Seja imprevisível e tente variar sua rotina no destino;

#5 Esteja sempre comunicável, por isso, mantenha celular carregado e com sinal,

#6 Proteja-se em camadas. Ou seja, aplique todos esses princípios e reduza os riscos.

Dicas de segurança para mulheres

Debora faz uma alerta especial às mulheres. “Mulheres ainda são vistas como alvos mais fáceis e vulneráveis”, comenta.

Portanto, siga dicas como:

  • Conheça seu perfil e gostos;
  • Pesquise bem os locais de destino e tome cuidado em determinados ambientes;
  • Esteja atenta e seja um alvo difícil;
  • Demonstre segurança,
  • Fique sempre calma.

Pronto! Siga essas regras de ouro recomendadas pela especialista e saiba como viajar com segurança, sem ficar em apuros.

Neste trabalho conjunto entre gestores e colaboradores, as viagens corporativas terão muito mais segurança para empresa e funcionários!

Quer saber mais detalhes sobre esse importante tema de segurança dos viajantes?

Estamos à disposição!

O que é Inteligência Artificial e como usar para viagens

Você sabe o que é Inteligência Artificial? Veja como as empresas de gestão de viagens estão apostando nessa tecnologia

Ter a mínima noção de o que é Inteligência Artificial é o primeiro passo para estar por dentro das inovações em viagens corporativas.

Pode parecer algo bastante inusitado e distante de sua realidade; mas não é, não!

No 7° Fórum Costa Brava, nosso palestrante Guilherme Araújo, da IBM, nos falou tudo sobre a IA (Inteligência Artificial) e desmistificou o que envolve essa tecnologia.

Além disso, Guilherme também contou sobre o Watson! Já ouviu falar nesta “Machine Learning“, que pode ser facilmente integrada ao cotidiano da gestão de viagens?!

Por isso, pare tudo o que está fazendo e acompanhe conosco informações incríveis sobre o que é Inteligência Artificial e como usar para viagens!

O que é Inteligência Artificial?

Inteligência Artificial (IA) é um ramo da ciência da computação que elabora ferramentas e dispositivos que simulam a capacidade humana.

Os pesquisadores e desenvolvedores buscam produzir máquinas capazes de realizar tarefas humanas bastante complexas, como raciocinar, tomar decisões, ter percepção, resolver problemas e muito mais.

A Inteligência Artificial na atualidade

A ficção científica presente em livros, séries e filmes cria muitos mitos em cima dessa incrível tecnologia. Porém, a vida real tem se mostrado ainda mais fascinante quando entendemos o seu funcionamento.

Atualmente, a Inteligência Artificial vem sendo usada em jogos de videogame, programas de computador, aplicativos de segurança… E também em dispositivos de reconhecimento escrito ou por voz, para a criação de robôs e até mesmo diagnósticos médicos.

Ou seja, na vida real, a aplicação dessa tecnologia está diretamente relacionada para a melhora de diversos segmentos e processos.

Em sua palestra no Fórum Costa Brava, o especialista cita bem os benefícios dessa tecnologia.

“É a soma da máquina com o ser humano. A máquina não veio para substituir, mas para somar em nossas tarefas diárias“, comenta Guilherme.

As relações da Inteligência Artificial com viagens corporativas

Nós já sabemos que os avanços da tecnologia não possuem previsão para desacelerar e que, cada vez mais, IA está em pauta em grandes organizações.

Outro fato interessante é que, aos gestores de viagens, a tecnologia sempre foi uma forte aliada na busca por excelência das ações.

E, obviamente, estamos sempre nos atualizando e buscando ferramentas capazes de nos auxiliarem nesse gerenciamento.

O supercomputador Watson, da IBM, é um exemplo bastante interessante dessa relação. Criado em 2006, o Watson possui 4 características:

1) Entende: Possui pensamento de linguagem natural e passa por um processo cognitivo de aprendizagem.

2) Raciocina: Gera testes de hipóteses. Pesquisa e combina hipóteses daquilo que aprendeu e processou.

3) Aprende: Ao realizar correções, Watson aprende como uma criança.

4) Interage: Analisa a intenção de sua pergunta para buscar soluções.

Com isso, a Inteligência Artificial Watson oferece um serviço de atendimento ao cliente mais personalizado.

Para viagens corporativas, essa tecnologia pode:

Ou seja, a experiência dos viajantes corporativos pode ser otimizada e melhorada com uma inteligência que beneficia gestores, empresas e pessoas.

o que é inteligência artificial
A Inteligência Artificial é uma forte aliada na busca por melhores gestões de viagens corporativas

Por exemplo: Com o surgimento de uma viagem a negócios de última hora, a tecnologia pode entender a necessidade, pesquisar a melhor solução e tomar uma decisão com praticidade e agilidade.

O melhor: Sem comprometer orçamentos e a qualidade da viagem!

Portanto, atente-se para o que é Inteligência Artificial e suas funcionalidades para otimizar suas viagens corporativas!

Quer saber mais e entender melhor a Inteligência Artificial?

Estamos à disposição!

Viagens de incentivo: como analisar as campanhas

Analisar e monitorar campanhas de viagens  de incentivo é a melhor maneira de alcançar metas

Se a necessidade é aumentar o desempenho e o desenvolvimento entre empresa e pessoas, a resposta para isso é: viagens de incentivo!

Viagens  de incentivo: Conceito

Bem, antes de mais nada, viagens de incentivo são uma recompensa para incentivar colaboradores, clientes ou equipes inteiras a alcançar resultados desejados pela organização.

Mas calma lá! Viagens de incentivo vão além de um passeio, ok?

O objetivo aqui é proporcionar experiências maiores, principalmente ligadas ao profissional.

E acredite! É por meio de experiências como essas que muitas empresas estão saindo à frente no mercado competitivo.

Mas, depois de entender tudo sobre viagens de incentivo, vem a dúvida: como analisar e saber que minhas campanhas estão sendo efetivas?

Como analisar campanhas de viagens  de incentivo

campanha de incentivo
Analise suas viagens  de incentivo e saiba a eficiência de suas ações

Em um período em que os valores estão nas vivências muito mais do que em adquirir bens, o turismo de incentivo é uma estratégia incrível para motivar equipes.

Com isso, a maior preocupação dos gestores está em garantir que as metas estão sendo alcançadas.

Então, monitorar e analisar são duas palavras-chave para saber a evolução das campanhas de viagens de incentivo!

1. Estabeleça metas e objetivos claros

O primeiro passo para analisar e monitorar suas campanhas de viagens de incentivo é estabelecer metas e objetivos claros.

Esta definição é fundamental para o melhor direcionamento das ações, bem como um acompanhamento orientado das atividades da campanha.

#Dica Costa Brava 1: Caso seja interessante, estabeleça metas coletivas x individuais.

2. Defina prazos e índices

Com objetivos e metas em mãos, chegou a hora de definir outros dados fundamentais: prazos e índices de performances.

Dentro de qual prazo, quais números devem ser alcançados? Quais indicadores serão usados para essa análise?

Todas essas informações devem ser um “termômetro” para os gestores saberem exatamente se a campanha está indo bem ou não.

3. Monitore de perto

Avalie periodicamente a evolução de suas viagens de incentivo para detectar pontos positivos ou negativos, além de saber o que deve ser melhorado no decorrer das ações.

#Dica Costa Brava 2: Cuidado! Considere as variáveis internas e externas que podem influenciar nos resultados!

Internamente:

  • Monitorar o ambiente de trabalho;
  • Comunicação clara e objetiva;
  • Feedback dos colaboradores e líderes, entre outras ações.

#Dica Costa Brava 3: Faça pesquisas de níveis de satisfação entre clientes e colaboradores.

Externamente:

  • Cenário político e econômico;
  • Abordagem dos concorrentes;
  • Mudanças e correções, entre outros.

4. Analise o ROI

O investimento na campanha está dando retorno? Ao definir um orçamento, com verbas bem destinadas, analise o ROI (Return On Investment) de sua campanha com o lucro obtido dividido pelo investimento.

Por fim, faça um feedback geral da campanha a todos os participantes.

Vantagens das viagens de incentivo para a empresa

Além do ambiente profissional, viagens de incentivo oferecem desenvolvimento ao seu negócio.

Com colaboradores mais motivados é possível:

  • Aumentar a produtividade;
  • Melhorar o ambiente;
  • Desenvolver mais chances de negócios;
  • Atingir metas;
  • Melhorar relacionamentos entre colaboradores e clientes,
  • Aumentar faturamento.

Vantagens para colaboradores

Proporcionar essa experiência também auxilia no desenvolvimento profissional.

  • Oferece sentimento de valorização;
  • Melhora o ambiente profissional;
  • Melhora os relacionamentos interpessoais;
  • Auxilia no crescimento profissional;
  • Ajuda na organização e na produtividade, etc.

Estratégias de viagens de incentivo com a Costa Brava

É importante lembrar que oferecer uma viagem não é o suficiente. É preciso proporcionar experiências marcantes e analisar os resultados.

Certo! Agora que você já entendeu como uma viagem de incentivo pode ser uma ferramenta poderosa na valorização de equipes e precisam ser analisadas, chegou a hora de organizá-las.

Organização de viagens  de incentivo com a Costa Brava

A Costa Brava Viagens e Eventos é especialista no assunto e te auxilia em todas as etapas dessa importante estratégia de motivação.

Pensando nisso, criamos o e-book: Guia para Organizar Viagens de Incentivo.

Que tal baixar gratuitamente e aprender a motivar suas equipes com viagens de incentivo?

Conte conosco!

Guia para Organizar Confraternizações de Fim de Ano

Confraternizações de Fim de Ano: você já se preparou para concluir mais um ciclo em sua empresa? Entenda a importância

Já é hora de pensar em suas confraternizações de fim de ano!

Além de promover descontração, este momento é importantíssimo para concluir mais um ciclo entre empresa e colaborador.

Por isso, quero te apresentar nosso Guia para Organizar Confraternizações de Fim de Ano.

Um evento de sucesso pode ser tudo o que você e sua empresa precisam para renovar objetivos e energias no próximo ano.

Aqui você descobrirá:

  • A importância da comemoração;
  • Passo a passo para organizar uma confraternização;
  • Escolhas importantes;
  • Como manter o orçamento,
  • Entre outros detalhes essenciais.

Com dicas de nossos especialistas, sua festa, com certeza, terá bons resultados!

Então, cuide de cada detalhe, viu?!

Se quiser uma ajuda extra, conte conosco para te ajudar nesta importante missão!

Turbulências na economia não impedem viagens solidárias

Promoções de passagens, estadias em hotéis e serviços de viagens saltam a cada página acessada na internet. Nas redes sociais, os autoproclamados digital influencers tentam doutrinar seus leitores sobre como pagar cada vez menos e desfrutar mais em viagens. O cenário não é bom para as agências de turismo, que lutam para não sucumbir a pressão de um mercado que tem rumado, principalmente, para a diminuição e até a extinção do pagamento de comissões por vendas de produtos e serviços, expediente já adotado, inclusive, por muitas companhias aéreas.

A instabilidade financeira, desencadeada, primeiramente durante a crise na economia mundial há quase uma década, e agravada mais recentemente no Brasil pelo caos institucionalizado após o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e revelações de corrupção envolvendo estatais, empresas privadas, empresários e políticos, contribuem para uma coquetel preocupante, que combina uma montanha-russa cambial, temor de investidores internacionais, redução de gastos do consumidor, redução da margem de lucro e, consequentemente, queda de vendas.

Apesar de enfrentaram um momento complicado em que buscam novas formas de se rentabilizar, algumas empresas, cujo negócio é movido pelo turismo, não perdem de vista que, mesmo em tempos nebulosos, é possível ajudar ao próximo e ainda inspirar seus colaboradores a fazer o mesmo. A Costa Brava Viagens e Eventos, empresa fundada em Campinas há quase três décadas, trilha este caminho.

Além de se engajar anualmente em ações sociais, como a Campanha do Agasalho, promovida pela Prefeitura de Campinas, a empresa colabora com outras causas, como o projeto Raquete Para Todos. Em 2016, a agência ajudou a realizar o sonho de Giovana Ferreira, de 11 anos, e Mariana Carvalho, de 9 anos. As duas, que participaram do projeto, foram selecionadas entre 200 crianças carentes para participar da Copa Guga Kuerten 2016, um dos maiores torneios de tênis infantojuvenis da América Latina.

De acordo com Pedro Stucchi, administrador do Raquete Para Todos, desde 2007 o projeto promove trabalho social e de inclusão através do esporte na cidade de Valinhos. Em dez anos, o Raquete Para Todos auxiliou mais de 1,5 mil crianças. Segundo Stucchi, o objetivo é facilitar o acesso da comunidade a uma pratica de atividade física saudável, trabalhando com todos que gostam de esporte, entre crianças, adultos e pessoas com deficiência. “Para nós da Costa Brava é muito emocionante poder fazer parte deste trabalho. Somos testemunhas do esforço do Pedro e de todos os envolvidos em auxiliar a inclusão através do tênis. São atitudes como estas que nos enchem de orgulho e nos fazem acreditar em um futuro melhor para nossos filhos”, afirma Carlos Schwartzmann, diretor de marketing e Vendas da Costa Brava.

Outra causa apoiada pela Costa Brava é a da Associação Por 1 Sorriso. A entidade sem fins lucrativos, criada pelos dentistas Felipe Rossi e Marina Bello, iniciou, em 2015, um trabalho de orientação de higiene bucal, distribuição de escovas e recreação em ações pontuais em instituições e projetos já existentes.

Atualmente, a ONG atua em comunidades carentes e com pouco acesso à assistência, como populações ribeirinhas e indígenas, quilombolas, moradores do sertão nordestino, povoados em condição de miséria no continente africano e comunidades urbanas carentes. A atuação da entidade se dá por meio de programas educativos, preventivos e interventivos relacionados à odontologia, medicina, nutrição e psicologia. Além de saúde, melhora na qualidade de vida e bem-estar, a ONG trata de seus atendidos com carinho. O objetivo, de acordo com suas diretrizes, é promover saúde com qualidade.

Em sua mais recente atuação, em junho deste ano, a ONG levou 21 pessoas para a Ilha de Arapiranga, no Pará, em plena Floresta Amazônica. De acordo com Thaís Pacheco, Coordenadora de Comunicação e Eventos da Por 1 Sorriso, apenas nesta ação foram 360 atendimentos médicos, 141 atendimentos e outros 362 procedimentos odontológicos, num total de 501 pessoas atendidas. Promovendo entre seis a sete ações por ano, desde sua fundação, a ONG já atendeu quase 2 mil pessoas.

Para Thais, o suporte da iniciativa privada é indispensável para tornar possível o deslocamento dos voluntários até as comunidades onde atua. “O apoio de empresas privadas é fundamental para que toda a estrutura seja viabilizada. A Costa Brava tem nos ajudado demais com a logística, pois nossos voluntários estão espalhados pelo Brasil inteiro e contar com parceiros torna tudo isso realidade”, avalia.

Gestão humanizada
Marina Schwartzmann levou para a Costa Brava sua expertise em lidar com o próximo. Quando não está se capacitando em cursos, ou viajando em roteiros que promovem o bem-estar social, a gestora do departamento de gente trabalha para manter as portas da empresa abertas para projetos sociais como o da ONG Por 1 Sorriso. “Conheci o Felipe Rossi em um curso de desenvolvimento humano e autoconhecimento e ficamos muito amigos. O Felipe acabou saindo para focar sua atenção à ONG, mas a amizade continuou e ele pediu meu apoio para ajudar na logística e organização das viagens”, explica.

Para Marina, não importa o nicho de mercado ou a especialidade  de uma empresa quando a meta é ajudar o próximo. Sempre haverá uma maneira de contribuir. “Como trabalhamos com viagens, ajudar os voluntários a chegarem no local das missões que a ONG organiza foi a forma que encontrei de poder nos fazer presente de alguma forma, de cooperar com os sorrisos que eles conseguem cuidar”, explica.

Marina acredita que o papel de uma empresa também é o de contribuir para que direitos básicos sejam garantidos a todas as pessoas, principalmente para aquelas que vivem à margem da sociedade e em condição de vulnerabilidade. “Saber que estamos cooperando para que inúmeras pessoas que são abandonadas e não possuem cuidados mínimos de saúde possam receber esses cuidados é o que ganhamos. Não queremos nenhum reconhecimento, prêmio ou dinheiro com isso, mas, sim, poder ajudar por ajudar. Por fazer o bem a alguém. Se conseguirmos esse objetivo, estamos todos ganhando”, avalia.

Inspiração
Além de pensar em ações dentro e fora da empresa, Marina ainda consegue inspirar os colaboradores da Costa Brava a se engajarem com ela. “Montamos o Comitê Social, no qual os colaboradores que se voluntariaram e que compartilham desse propósito comigo, ajudam também, cada um dentro da sua alçada, fazendo o que podem e da melhor forma que podem”, afirma.

 

Para a consultora de viagens Danielle Silva, mesmo que um dia corrido de trabalho não lhe permita total dedicação, o importante é, de alguma maneira, participar. “Acho importante, nem que seja uma pequena participação. O que vale é a intenção de querer ajudar e doar um pouquinho do nosso tempo”, avalia. Coube a Danielle fazer reservas e emitir bilhetes aéreos para membros da Por 1 Sorriso em viagem para o Pará.

Além de se sentir bem como pessoa, Danielle diz que ações sociais realizadas e apoiadas por empresas contribuem para a valorização do trabalhador e do ambiente corporativo. “Uma andorinha só não faz verão. Se toda empresa privada atuasse em benefício dos que mais precisam, o mundo seria bem melhor”, opina.

 

Érika Rodrigues também participou de uma das ações da Por 1 Sorriso. A consultora de viagens ajudou na organização de planilhas, cadastros, envio de bilhetes aéreos aos voluntários e conferencias de documentos dos passageiros. Para Érika, ajudar pessoas e contribuir com projetos sociais é importante. “Me sinto orgulhosa. É glorioso ajudar a quem precisa, e com certeza vou continuar ajudando sempre que possível”, explica.

Érika acredita que, tanto pessoas, quanto a iniciativa privada, devem seguir no caminho do bem. “É importante mostrar para a sociedade que todos podem ajudar, independente de que forma. Seja com alimentos, roupas, dinheiro, emissão de bilhetes, medicação, o que seja. Uma pequena ajuda vem sempre com um grande benefício. Tenho muito orgulho de fazer parte dessa equipe e muito feliz de poder contribuir com essas ações”, avalia.

Corrente do bem
A Costa Brava também contribuiu com uma corrente solidária que envolveu uma série de pessoas em Campinas, que se mobilizaram para ajudar uma família síria a viajar ao Brasil para fugir da guerra. Um consultor da agência conseguiu emitir as passagens com milhas doadas pela dentista Ana Christina Bernardes de Souza, além de garantir que mãe e quatro filhos viajassem lado a lado.

A família, que havia conseguido chegar em Istambul, na Turquia, desembarcou no dia 3 de julho no Aeroporto de Guarulhos, na capital paulista e seguiu para Campinas, onde encontrou o pai e pretende recomeçar a vida. A história foi contada pela jornalista Alenita de Jesus, no “Correio Popular”. Nabil Esdrees, sírio que está em Campinas há cinco meses, lutava desesperadamente para tirar da Síria os quatro filhos e a mulher. Com a ajuda da corrente que se formou na cidade, Esdrees conseguiu trazer ao Brasil os filhos Mohamad, de 9 anos, Omar, 8 anos, Ahmad, 6 anos, Hala, de 3 anos, e a mulher Amani, de 32.

 

 

O sabor da gratidão
Fabiana Affonso, líder de atendimento corporativo da Costa Brava, abraçou outra causa solidária. Fabiana participa com o marido do McDia Feliz, que arrecada doações para a Associação Pais e Amigos de Crianças com Câncer e Hemopatias (APACC), hoje chamada de Casa Ronald Campinas.

Neste ano, a campanha, que arrecada 50% das vendas dos lanches da rede de fast food McDonald´s, acontece no dia 26 de agosto. Para Fabiana, participar de uma ação solidária lhe trouxe gratidão como pessoa. “O trabalho voluntário começou com meu marido, e em seguida eu abracei essa causa junto com ele. As famílias que têm um filho com câncer sofrem muito, não só com a doença, mas com a falta de dinheiro para ficar junto com eles e arcar com as despesas em seus tratamentos. Gostei muito da proposta dessa instituição. Me fez enxergar meus problemas com outros olhos, e me faz ser uma pessoa mais grata”, avalia.

TripCase: como melhorar a experiência dos viajantes

Planejamento de viagens corporativas não combina com pouca memória e muitas informações. Veja como gerenciar tudo com o TripCase e tornar a experiência melhor aos viajantes

Você já conhece o TripCase e suas funcionalidades? Se não, é importante prestar atenção em como ele pode te auxiliar no gerenciamento de viagens.

O planejamento de viagens corporativas pode até ocorrer em uma única demanda por vez, mas as informações a serem administradas são sempre inúmeras.

Como gerenciá-las para seus viajantes? São tantas informações da rota, de voo, do hotel, de veículos e de cada passageiro… Ufa!

Mesmo o gestor ou secretária mais organizados do mundo têm de enfrentar uma série de problemas para acompanhar tudo isso e proporcionar uma boa viagem aos colaboradores.

E aí surge a dúvida: como compilar todas as informações do planejamento de viagens em um único dispositivo? Será que existe algo assim?

A resposta é: sim, existe!

Aqui mesmo na Costa Brava, todos os gestores e secretárias das empresas clientes costumam ter uma vida bem mais organizada nesse quesito, justamente por utilizarem o aplicativo TripCase.

Planejamento de viagens com o TripCase: o que é?

O TripCase, para quem nunca ouviu falar, é um aplicativo criado pelo Sabre.

Ele utiliza as informações do GDS (Global Distribution System) e as reúne por meio do aplicativo. Assim, facilita o acesso às informações de números de voos, rotas, hotéis, locação de veículos e outros.

Ao invés de gerenciar informações separadamente, a secretária ou gestor tem acesso a um perfil onde pode acessar tudo o que precisa em único lugar.

Como funciona?

Todos os consultores da Costa Brava utilizam o sistema de distribuição do Sabre por padrão, para gerenciar passagens, hotéis, automóveis…

Ou seja, todas as informações importantes e necessárias para proporcionar uma viagem segura e tranquila!

Como o TripCase está vinculado a essas informações no Sabre bem como às movimentações do consultor, isso acaba virando informação útil e sendo disponibilizada no perfil do passageiro (PAX).

Apesar disso, a consulta por essas informações pode ser disponibilizada também para as secretárias executivas, ou de diretoria ou da presidência.

Ao acessá-las, podem acompanhar todo o trâmite das reservas e os dados necessários para o departamento executivo da empresa. Assim fica bem mais fácil, não é mesmo?

Além dessa facilidade, veja abaixo algumas das vantagens em ter as informações de sua viagem atreladas ao TripCase!

Vantagens do TripCase para viajantes, gestores e secretárias no planejamento de viagens

Planejamento de Viagens
Saiba como melhorar o planejamento de viagens corporativas e a experiência dos viajantes

1) Informação atualizada em tempo real

O agente de viagem fez alguma alteração na demanda? Tudo bem!

O aplicativo atualiza tudo em tempo real e de maneira simples e a comunicação sobre a mudança chegará até gestores e viajantes.

2) Preparo e planejamento de viagens

Ao acompanhar todo o processo das reservas fica bem fácil todo mundo se preparar!

Realizando etapas do planejamento de viagens, recursos necessários, itinerários, mapa de estradas, notificação de voos, previsões meteorológicas, faturas e recibos de bilhetes eletrônicos.

O agente corre atrás de todo o processo… Mas todo mundo o acompanha e sabe como se organizar com o planejamento de viagens.

3) Atendimento da agência simplificado

Ao utilizar o aplicativo em dispositivos móveis será possível contatar o atendimento da agência através de um simples botão.

A Costa Brava, que é conectada ao Sabre e ao TripCase, ficará ali pertinho do viajante, pronta para ajudá-lo.

Em poucos segundos seremos notificados para ajudar o viajante naquilo que ele precisar.

4) Itens adicionais da viagem

Quando falamos de ‘informações da viagem’ temos de oferecer todas as informações da viagem, mesmo!

Reservas de voos, hotéis, locadoras, transporte terrestre, atividades, reunião, restaurante, atração, cruzeiro, balsa…

As opções são inúmeras e o agente de viagem pode ajustar tudo no TripCase. E ainda de acordo com a sua necessidade – e ficarão todas armazenadas no mesmo lugar.

5) Experiência com a viagem

O viajante pode se divertir muito com a viagem a negócio. Assim, poderá usar o aplicativo para marcar pontos que achou interessantes, como lojas e restaurantes.

Isso ficará salvo em seu itinerário personalizado dentro do aplicativo.

Com isso ele pode consultar tudo futuramente, inclusive para suas viagens pessoais. Ainda tem a possibilidade de compartilhar sua viagem com colegas de trabalho, amigos e familiares.

E o app manterá essa pessoa informada sobre o trajeto do viajante, o que acaba sendo uma segurança adicional!

6) Mensagens direcionadas por perfil

Conforme o perfil do viajante, ele receberá mensagens direcionadas no Tripfeed (espaço de informações do TripCase).

Essas mensagens são baseadas em sua localização, programação de voo, política da empresa em que trabalha e outras variáveis.

Isso torna a viagem mais simples, além de ajustar tudo à política de viagens da empresa, o que acaba fortalecendo o seu cumprimento.

7) Acesso a documentos importantes

A reserva feita por uma filiada do TripCase também dá acesso a alguns documentos sobre a viagem que podem ser emitidos dentro do próprio app.

Ao procurar uma mensagem no Tripfeed, a secretária executiva e os gestores poderão ter acesso a todas as informações que precisam sobre a viagem (e tudo de forma documentada).

Vamos em frente!

Como você vê, contar com a Costa Brava, que utiliza tanto o Sabre como o TripCase pode ser uma mão na roda na hora do planejamento de viagens. Assim, você compila informações e simplifica todo o processo!